Lamego apoia a campanha de vacinação contra gripe

O dia 23 de março marcou o início da 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que será dividida em três fases, de 23 de março a 22 de maio, e tem como objetivo auxiliar os profissionais de saúde a descartarem a influenza na triagem de casos para o novo COVID-19, acelerando o diagnóstico e minimizando o impacto nos serviços de saúde. A meta é imunizar 90% do público prioritário da campanha, composto por aproximadamente sete milhões de pessoas em Minas Gerais.

Inicialmente, serão vacinados os idosos e os trabalhadores da saúde, uma ação que faz parte das estratégias de proteção do grupo que está mais suscetível ao vírus da influenza.

A segunda fase da campanha começa no dia 16 de abril e tem como foco os professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Já na terceira fase, que começa no dia 9 de maio, deverão receber a vacina as crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.

Coronavírus

A vacinação contra a gripe auxilia, ainda, a evitar casos comuns de gripe que podem ser confundidos com o COVID-19, o coronavírus, uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, as infecções causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum.

Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002, e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

Os sinais e sintomas clínicos do novo coronavírus são, principalmente, respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.

Notícias falsas

Com a facilidade de comunicação pelas redes sociais, estão circulando uma série de notícias falsas sobre o coronavírus. Para combater as Fake News, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população.

Vale destacar que o canal não será um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640.

Os interessados podem, também, pesquisar se a informação é oficial no site do Ministério da Saúde: https://www.saude.gov.br.

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Foto: Marcus Ferreira.

Lamego Diagnósticos: (31) 99417-0289 – (31) 3384-6655 – contato@lamego.com.br – Rua Joaquim Figueiredo, 128, Barreiro, Belo Horizonte.

Compartilhe nosso conteúdo nas redes:

Deixe o seu comentário:

Fale conosco

Marque seu exame, tire dúvidas ou mande sugestões.

  • (31) 3384-6655
  • contato@lamego.com.br
  • Seg - Sex: 8h às 17h / Sáb: 8h às 12h
  • Rua Joaquim Figueiredo, 128. Barreiro, Belo Horizonte.

Siga nossas redes